Portuguese English French German Spanish

Articles in Category: SIMSAX 2016

Gilmar Black
Gilmar Black

Palestra: Dicas para articulação e interpretação do frevo

O professor Gilmar aborda diferentes formas de articulação que são utilizadas no frevo e algumas particularidades que são específicas do estilo. O professor transmite um conhecimento riquíssimo que é fruto de suas pesquisas e experiências vivenciais com o frevo. Uma aula indispensável para quem quer iniciar ou se aperfeiçoar nesse estilo.

Gilmar Black nasceu em Pernambuco iniciou sua vida musical aos 7 anos, Fez parte da Banda da Força Área Brasileira, participou do Festival Internacional de Musica em Natal (RN) com o professor de saxofone Arimatéia e também fez pratica de Big Band com Andy Pereira maestro e regente da Amazônia Jazz Ensemble.Convidado pelo Maestro Ademir Araújo para participar de uma oficina de musica na cidade do Carpina 1996 como professor de saxofone tocou Banda Caviar com Rapadura é componente da Banda Sinfônica Cidade do Recife. Participou com a Orquestra Spokfrevo de vários festivais de musica: (Festival Rendez-vous de L’Erdre, Nantes-França 2003; 2º Encontro de Saxofonista de Pernambuco 2003; Cascavel Jazz Festival-Cascavel-Paraná 2004; Um Sopro de Brasil- São Paulo 2004; Recifejazz 2004, 1º Festival BNB da Musica Instrumental- Ceará 2006; Todos Cantos do Mundo-São Paulo 2005; Tim Jazz Festival 2005; The 9º China Beijing Internacional High-Tech Expo- China 2006 e também tocou na copa do mundo de 2006 na Alemanha dividindo o palco com o Ministro da Cultura Gilberto Gil). Faz parte da Banda do Boi Caprichoso do Festival Folclórico de Parintins, no Amazonas desde 2004.
Atualmente faz trabalhos freelancer com vários cantores, Marcos Antônio, Antônio Carlos Nóbrega, Alceu Valença, Geraldo Azevedo, Elba Ramalho, Pedro Mariano, Magníficos entre outros. Gravou DVD da Orquestra Spokfrevo, Antônio Nóbrega, André Rio, Som da terra.

Eric Almeida
Eric Almeida

Palestra: Sonoridade e estudo diário

O professor Eric Almeida aborda fundamentos para o estudo diário do saxofone. Ensina como estudar notas longas alterando as dinâmicas, o estudo do "coelho"com a finalidade de adquirir uma embocadura mais relaxada e resistência, série harmônica, estudos de afinação e articulação e encerra com dicas para estudar as escalas através de intervalos diversos. Essa rotina é fundamental principalmente para quem está iniciando os estudos do saxofone pois colocará os alicerces corretos na técnica do estudante.

Saxofonista, diretor musical e arranjador, começou seus estudos musicais na O.N.G Aldeias Infantis S.O.S Brasil. Tocou e/ou gravou com diversos artistas como Jammil, Chiclete com Banana, Araketu, Netinho, Harmonia do Samba, Cheiro de Amor, Eva, Gil Semedo (Angola), Jesse Monroe (Inglaterra) dentre outros.
No cenário instrumental tocou com Sanbone Pagode Orquestra, Orquestra do Maestro Zeca Freitas, Orquestra Rumpillez, Luciano Calazans, Joel Moncorvo, Beto Martins dentre outros.
Como compositor e/ou interprete teve suas músicas: “Valsinha Para Mainha” e “Samba de Lavagem “ entre as finalistas no Festival de Música da Rádio Educadora (2013 e 2014 respectivamente) e “Lalinho no Frevo como semifinalista em 2015;“Negação do Ócio” como semifinalista do Troféu Caymmi; Foi também semifinalista no Primeiro Concurso Internacional de Saxofonistas Victor Assis Brasil, que aconteceu em Brasilía em Julho de 2015. Em 2014 tocou seu show “Lugar Comum” no Festival de Música Instrumental da Bahia que aconteceu no TCA.
Atualmente é músico representante da marca Powerclick, tem um projeto de arranjos e gravações de instrumentos de sopro chamado Casa do Naipe e está em fase de divulgação do seu primeiro cd autoral chamado "Lugar Comum".

Eli Bennett
Eli Bennett

Tema: .

Thirty-five-time internationally award-winning jazz saxophonist and four-time Leo-Nominated film composer Eli Bennett has performed twice at the Grammy Awards in Los Angeles and shared the stage with the likes of Oscar Peterson, Hank Jones, Barry Harris, Terence Blanchard, and Dave Holland. He is a two-time-recipient of the CBC Galaxie Rising Star Award from the National Jazz Awards and the Ottawa International Jazz Festival, was awarded the Vancouver Mayor’s Arts Award for music in 2012, is a D’Addario Woodwinds Artist and a Yamaha Young Performing Artist, and in 2013 was awarded the Queen Elizabeth II Diamond Jubilee Medal from the Premier of BC.
Actively performing in Vancouver and Toronto since 2007, Eli has not only frequented jazz clubs such as Cory Weed’s Cellar Jazz Club and The Rex Hotel as a leader and sideman, but was also recently featured on an episode of the popular Science Channel TV show Through the Wormhole with Morgan Freeman. In addition to performing at the Vancouver, Toronto, Ottawa, All-Canadian, and Prince Edward County jazz festivals, he has also performed regularly for dignitaries at the Queen’s Park Ontario Legislature, the Netherlands Consulate in Toronto for Queen Beatrix’s official birthday celebration, and the Ontario Premier’s Awards.
Other notable awards include the Jazz.FM91/Mary Elizabeth Stuart Award (Toronto International Jazz Festival), the Fred Sherratt Award (MusiCounts/CARAS), two DownBeat Awards for jazz composition, and the Oscar Peterson Grant for Jazz Performance from the Hnatyshyn Foundation. TV and radio appearances include Canada AM, ET Canada, CTV BC, CBC Radio’s Hot Air, JazzFM91, and articles in The Province, The Georgia Straight, and DownBeat Magazine.
As a film composer with over thirty credits, his scores have premiered at the world’s most prestigious film festivals, including Festival de Cannes and the Toronto International Film Festival. In 2012, he earned a Leo-Nomination for additional music in the film Nash – The Documentary (Alliance), and in 2013 received two Leo-nominations for his work on short films Reset and Escape Act. Recently, he was the co-composer for Take Back Your Power, which won the 2014 Leo Award for “Best Documentary”.
Bennett’s debut album, “Breakthrough”, was released in late 2014, and has since received extensive international attention, ranking in the top ten on the Canadian and U.S. Jazz Charts, while being featured on the homepage of iTunes Canada Jazz for two months as one of the top Canadian jazz albums of 2014. In addition to major international radio play in North America, Europe, Asia and Australia, the Ottawa Citizen namedBreakthrough the “#4 Best Jazz Debut Album” of 2014, while All About Jazz, Earshot Magazine and Wholenote Magazine echoed similar critical acclaim for the debut. In early 2015, Breakthrough won the Julian Jazz Award for ‘Best Canadian Jazz Album by an Emerging Artist’, as well as a nomination for ‘Jazz Recording of the Year’ at the 2015 Western Canadian Music Awards. In 2016, Breakthrough was named the “#4 Best Canadian Release of 2015” by JAZZ.FM91, North America’s top jazz radio station.
Bennett recently wrapped up his Breakthrough Tour 2015, a 10–day, 10–show cross–Canada tour with his quartet that saw him perform sold–out concerts at Canada’s major jazz festivals including Vancouver, Calgary, Toronto, Ottawa and Montreal, where he was featured prime–time main stage for over ten thousand people after receiving the nomination for the TD Grand Jazz Award from the festival.
“With Breakthrough, I wanted to take the listener on an experience through exhilarating groove-based tunes combined with sophisticated but accessible jazz-influenced compositions. Every composition preceding the closing title-track was inspired and crafted towards the album’s main theme: the embodiment of the journey from inspiration into that defining moment: Breakthrough.”
Ed Fogaça
Ed Fogaça

Palestra: Começando a estudar corretamente o saxofone

O professor Ed Fogaça ensina princípios importantes para que o estudante inicie os estudos corretamente evitando assim inúmeros problemas no futuro. É abordado a importância de escolher um instrumento regulado, a escolha do conjunto boquilha e palheta, a importânica da respiração correta, como fazer a embocadura e o uso da língua e suas implicações nas articulações e flexibilidade. Uma aula indispensável para quem está iniciando os estudos no saxofone.

Graduado em Pedagogia e Pós Graduação em Gestão Administrativa Escolar, iniciou seus estudos musicais no Conservatório de Tatuí SP, onde se formou em saxofone erudito e popular, e flauta transversal. Ainda no Conservatório, estudou composição e arranjo, participando de vários workshops com músicos reconhecidos no Brasil como Nailor( Proveta), Paulo Braga, Mané Silveira, Jacques Morelembaum e músicos de renome internacional como Miles Osland (USA), Claude Delange (França) e Dale Underwood (USA). Em 2006 participou de concerto com a Banda de Jazz do Whitworth College, com o maestro e trompetista Dan Keberle (USA), onde atuou como solista. Em 2002 participou do Encontro da Cultura Brasileira em Milão (Itália). Trabalhou como professor de música no Conservatório do Imirim (SP), Conservatório Haydin (SP), Centro Musical “Ângelus” (RJ), Escola Arte- Música (RJ), Conservatório “Davino Tardelli”(Piedade) e Conservatório e Faculdade “Souza Lima” (SP), onde foi coordenador dos grupos de sopro. Em Itapetininga SP(2006/2009), trabalhou como arranjador e regente da orquestra municipal dessa cidade. Em 2007, gravou o Hino do Esporte Clube Banespa, onde melodia e arranjos foram de sua autoria. No Conservatório de Tatuí SP,trabalha como professor de saxofone popular na área MPB-JAZZ Ainda na área didática escreveu três métodos de saxofone com exercícios com playbacks para a editora “TKT”, métodos que estão sendo usados em escolas de música em todo país, como também métodos de teoria musical pela editora “Livribits”. Como músico instrumentista, gravou seu primeiro CD solo (“Samba Trocado”), com composições e arranjos de sua autoria, voltado totalmente à música brasileira. Atualmente trabalho em novos métodos de teoria musical e métodos de flauta transversal para editora TKT. Em seus novos projetos estão a gravação do seu segundo Cd e um livro sobre Gestão Musical Escolar.

Dr. Ed Calle
Dr. Ed Calle

Tema: .

Saxophonist, composer, orchestrator, producer, scholar, professor, and leader Ed Calle is known for his extraordinary ability to sight-read, interpret, and perform virtually any musical style. Throughout the globe, his peers and colleagues often laud his versatility. For example, while outside the Blue Note in New York City sharing some time with his mentor and friend Michael Brecker, fans asked Michael about being the most recorded saxophonist in history. Brecker smiled, looked at his pupil, and stated, “Thanks, but Ed’s probably on as many or more records. He records a lot for South American artists and we don’t see a lot of those credits. Regardless, in my estimation, Ed is likely the most versatile saxophonist on the planet.” Longtime mentor and collaborator Arturo Sandoval more succinctly affirms, "We call Calle – the monster."
Born in Caracas, Venezuela to Spanish parents – father Joaquin Calle from Madrid and mother Maria Begoña Calle from Barcelona – it was obvious from the very start that Ed was a gifted musician whose energetic, passionate, and distinct sound captured the attention of audiences and musicians alike. His teachers and schoolmates often suggested that Calle’s sound is actually part of his DNA. Now, Calle can be heard on more than 1,200 albums, almost 9,000 singles, and countless movie and television soundtracks both as a soloist, sideman, composer, arranger, conductor, and producer. He appears on Grammy®-award-winning albums by Frank Sinatra, Juan Luis Guerra, Arturo Sandoval, Juanes, Vicky Carr, Gloria Estefan, and Jon Secada. Calle has also recorded and performed around the world with music royalty including Phil Ramone, Tom Dowd, Carlos Santana, Eddie Money, Greg Allman, Emilio Estefan, Chick Corea, Michael and Randy Brecker, Tito Puente, Celia Cruz, Poncho Sanchez, Willy Chirino, John Patitucci, Steve Gadd, Anthony Jackson, Donna Summer, the Bee Gees, Natalie Cole, Smokey Robinson, Shakira, The Temptations, The Four Tops, The Spinners, Armando Manzanero, Barry Gibb, Oscar D’Leon, Dave Valentine, Lenny Kravitz, K.C. & the Sunshine Band, Gloria Estefan, Diego Torres, Julio Iglesias, David Bisbal, Michael Bolton, Will to Power, Luis Enrique, Bob James, Bobby Caldwell, Franco de Vita, Frankie Valli, Rihanna, Idina Menzel, Extreme, the Pet Shop Boys, George Clinton, Albita, Placido Domingo, Roberto Carlos, Ricky Martin, Busta Rhyme, JLo, Chayanne, and Vanessa Williams just to name a few. Calle's television work includes an almost decade-long stint as saxophonist in the Sabado Gigante orchestra and appearances as a soloist with various artists on theTonight Show with Johnny Carson and Jay Leno, Late Night with David Letterman, the Grammy® Awards, and a host of international, national, and regional television programs and specials.
Derico Sciotti
Derico Sciotti

Palestra: Dicas para construir uma carreira de sucesso

Uma palestra inesquecível, emocionante e preciosa onde o professor Derico compartilha um pouco de sua história e nos transmite conselhos importantes para quem quer crescer na carreira profissional. A importância da responsabilidade, a postura profissional, o respeito, os valores que transcendem a música, o preconceito musical, a importância de ouvir, a humildade e os relacionamentos humanos são alguns temas abordados nessa rica palestra.

Profissional desde os 11 anos, DERICO SCIOTTI começou seus estudos de flauta aos 5 anos de idade. Desde então, teve a oportunidade de estudar com mestres renomados como João Dias Carrasqueira, Antônio Carlos Carrasqueira, Jean-Noel Saghaard, Lídia Alimonda, Héctor Costita e Amilson Godoy.
De formação erudita, DERICO SCIOTTI obteve grande repercussão nacional a partir de 1974, quando ganhou vários concursos nacionais e internacionais para jovens instrumentistas, o que possibilitou sua participação em diversos recitais e concertos pelo Brasil. Nesta época, com 14 anos, foi “spala” (primeiro flautista) da Orquestra Jovem Municipal de São Paulo e participou do Festival de Inverno de Campos do Jordão em 1980, onde se apresentou regido pelo maestro Eleazar de Carvalho.
Em 1979, paralelamente a sua carreira erudita, DERICO SCIOTTI começa a tomar conhecimento de novos estilos musicais como jazz, blues, música instrumental (fusion) e música experimental (dodecafonismo e minimalismo). É neste momento que abrem-se suas perspectivas musicais, aprendendo linguagens novas em instrumentos como saxofone, piano, guitarra, contrabaixo, violão e bateria.
DERICO SCIOTTI torna-se multi-instrumentista e parte para uma carreira mais popular, onde conhece músicos e artistas com quem passa a trabalhar, tais como Dominguinhos, Diana Pequeno, Marlui Miranda, Jean & Paulo Garfunkel, Amelinha, Trovadores Urbanos, Ana de Hollanda, Celso Viáfora, Márcia Salomon, Chico César, Eliete Negreiros, além de participar com o Grupo Ânima de shows com artistas como Hermeto Paschoal, Egberto Gismonti, Itamar Assumpção, Arrigo Barnabé e Grupo Rumo.
Em 1983 funda juntamente com sua família a Escola de Música Artlivre, que hoje conta com duas unidades em São Paulo abrigando, entre crianças, jovens e adultos, uma comunidade de 300 alunos e 15 professores. Em 1986, como contrabaixista, passa a integrar um grupo de músicos “representantes” de equipamentos da multinacional Roland, uma empresa japonesa de instrumentos e equipamentos musicais de última geração.
Em 1990, DERICO SCIOTTI é convidado a participar das gravações do programa Jô Soares Onze e Meia do SBT Canal 4 São Paulo como saxofonista e flautista do Quinteto Onze e Meia. Este trabalho possibilitou a DERICO SCIOTTI tocar com músicos como Chick Corea, George Benson, Billy Cobham, Stacey Kent, Ian Anderson, Ray Coniff, Randy Crawford, Cláudio Roditi, Roberto Carlos, Gilberto Gil, Raul de Souza, Pepeu Gomes, Ed Motta, Pedrinho Máttar, Paralamas do Sucesso, Kid Abelha, Lenine. Porém hoje, além de músico, atua também como “Assessor para Assuntos Aleatórios”, participando e ajudando Jô Soares nas mais diversas e inusitadas situações criadas dentro do programa.
Com isso, surgiram possibilidades para que DERICO SCIOTTI pudesse alavancar sua carreira solo com a gravação de 12 CDs, o primeiro chamado “Quinteto Onze e Meia”, gravado em 1992 e lançado pela CID discos, o segundo chamado “Tribute”, gravado em 1994 e lançado pela Warner Music, o terceiro chamado “Derico e os Antropófagos Anônimos live in Palicari”, gravado ao vivo em 1997 e lançado pela Virgin Records, o quarto chamado “Derico Onze Meses”, direcionado ao público infantil e lançado pela Angels Records em 1999, o quinto “Jô Soares e o Sexteto”, gravado ao vivo e lançado pela Sony Music em 2000, o sexto “Derico & Sérgio – DUO SCIOTTI”, gravado ao vivo e lançado pela Zabumba Records em 2002, o sétimo “Duo Sciotti – Dois por Dois”, gravado em 2004 e lançado pela Zabumba Records, o oitavo “Derico & Clube do Jazz”, gravado ao vivo em Bauru e lançado em 2005, o nono um cd duplo comemorativo "Derico & Sérgio - Duo Sciotti - 25 anos" lançado em 2007, o décimo "Duo Sciotti - Kizuna" somente com músicas japonesas, lançado em 2009, o décimo "Duo Sciotti - Só Nós", lançado em 2011, o décimo primeiro "Derico & Clube do Jazz Vol 2" lançado em 2014 e o décimo segundo "Duo Sciotti 0 Kizuna 2" lançado em 2015. DERICO SCIOTTI já lançou três livros, o primeiro em 1995 “A Busca Dos Óculos de Graal – A História do Deriquismo e outros Assuntos Aleatórios” pela Editora Best Seller, o segundo em 2001 “Bobagens.com” pela Editora Madras e o terceiro em 2010 "Volta ao Mundo Numa Bicicleta Ergométrica" 'pela Editora Planeta. DERICO SCIOTTI participou de três Bienais do livro, em 1996, em 2002 e 2010.
DERICO SCIOTTI tem um programa de rádio chamado "Jazz em Ponto", já veiculado em rádios do Brasil como Eldorado FM em São Paulo, Litoral FM em Santos, Lúmen FM em Curitiba, Modelo FM em Indaiatuba e Prime FM em São Paulo. Muitas empresas nacionais e multinacionais já associaram-se a imagem de DERICO SCIOTTI para shows em feiras, convenções e propagandas em mídia impressa e eletrônica, tais como Volkswagen, Gessy-Levers, Colgate, Kibon, Pial-Legrand, FedEx, IBM, Carrefour, Jornal da Tarde, Rede de Supermercados Sé, Nissin-Miojo, Chevrolet, Círculo do Livro, Francal, Coca-Cola, Brahma, Philips, Bacardi, Telebrás, Chevrolet, Petrobrás, Bradesco, Fiat, Avon, Heineken, Tec-Toy, Kaiser, Motorola, Banco Itaú, Câmara Britânica, Cervejaria Cintra, Bridgestone-Firestone, Renault, Olympikus, Novartis, Hering, Yamaha, Caixa Econômica Federal e Antárctica.
DERICO SCIOTTI atua como solista de orquestra, já tendo atuado com a Orquestra de Câmara OPUS de Belo Horizonte, regida pelo Maestro Leonardo Cunha e com a Orquestra Filarmônica Bachiana Jovem de São Paulo, regida pelo Maestro João Carlos Martins.
Hoje DERICO SCIOTTI é contratado da Rede Globo de Televisão onde atua junto com O Quarteto no Programa do Jô, é músico exclusivo Yamaha e ministra palestras e “workshops” sobre instrumentos musicais (flauta e saxofone) e a profissionalização e mercado de trabalho para o músico brasileiro. Possui uma produtora, a Derico Produções, que atua no ramo de eventos corporativos e licenciamento de marca.

Davysson Lima
Davysson Lima

Palestra: Técnicas expandidas para saxofone aplicadas na música "Original Rays" por Michael Brecker

Nessa aula o professor Davysson explica detalhadamente as técnicas usadas pelo famoso saxofonista Michael Brecker no solo da música "Original Rays". Multifônicos, Super agudos, Tenutos, Harmônicos são alguns assuntos abordados e explicados minuciosamente pelo professor Davysson Lima.

Natural de Aracaju, começou seus estudos no saxofone aos 13 anos de idade na escola de música da Igreja Evangélica Assembléia de Deus em Aracaju com Jonatas Leite. Desde os 16 anos de idade, começou a atuar em trabalhos profissionais em eventos, gravações e acompanhando artistas. Teve como educadores, grandes nomes do saxofone e estudo da interpretação musical como: Alejandro Habbib (Argentina), Ademir Junior (Brasil), Júlio Merlino (Brasil), Rowney Scott (Brasil), Derek Brown (Estados Unidos), Bruno Totaro (França), Michael Hamilton (Estados Unidos), Pedro Robatto (Brasil), Marcelo Martins (Brasil) etc.
Professor do Conservatório de Música de Sergipe, Davysson Lima é Bacharel em saxofone erudito e Mestre em performance musical na área da música erudita contemporânea e improvisação musical com ênfase em jazz pela Universidade Federal da Bahia sob orientação do prof. Dr. Rowney Archibald Scott Junior. É membro do grupo CAMARÁ ENSEMBLE (Grupo de Música de Câmara da UFBA) no qual atuam com repertórios de música erudita contemporânea e possui um quarteto de jazz.

Danilo Macedo
Danilo Macedo

Palestra: Dicas e truques na linguagem do gospel e smooth jazz

Aprenda com o professor Danilo vários efeitos e truques que irão embelezar suas melodias e interpretação como: som rouco, apogiaturas, staccatos, split tone, slap tongue e o bend. Se você quer se aperfeiçoar na linguagem do gospel e smooth jazz essa é uma aula que te ajudará bastante.

Danilo Macedo Iniciou na musica através de seu Pai, (que também era Músico na igreja) aos 9 anos de idade começou a estudar flauta doce eai foi passeando por outros instrumentos como: Trompete, Violino, Bateria, Violao e etc.
Aos 16 anos começou no Saxofone Alto, tocou durante 4 anos com a Banda Kadoshi, Viajando por esse Brasil todo a Fora, Gravou para o SBT programa da Eliana, Gravou para alguns cantores, fazendo freelancers com grandes musicos como Ted, (Baixista), Bal(Baterista), Cleverson (Baterista), Cantora Dayse Houston (Cantora) e etc.
Trabalha na Empresa Sax Shop a Casa do Saxofonista Brasileiro, Atua Na Area de Desenvolvimento de Produtos, Faz Gravaçoes de videos, Reviews, é Colunista no Blog Saxolandia.com e em Abril de 2015 particiou em Frankfurt-Alemanha da Feira de instrumento MUSIK_MESSE onde se encontra as grandes Novidades da Musica!!
Atualmente, Danilo trabalha na Sax Shop, onde atua na área de desenvolvimento de produtos. Faz vídeos, Reviews e Colunista no Blog Saxolândia.
Em abril de 2015 participou, em Frankfurt, Alemanha, da Feira de instrumentos Musikmesse, onde encontrou grandes novidades da música, Trabalha na área de desenvolvimento de produtos, projetos e criação da Sax Shop, Atuando também como professor de saxofone e na área de apresentações como: casamentos e igrejas levando o evangelho de cristo a todos!

Clayton Sousa
Clayton Sousa

Palestra: Improvisação | Escalas, organização de ideias e reharmonização no blues

Clayton Sousa aborda várias escalas e possibilidades para a improvisação no jazz/blues. Exemplifica cada escala demonstrando no sax tenor seu uso e ensinsando também várias substituições e ideias. Uma aula indicada para quem quer se aperfeiçoar na arte da improvisação.

O saxofonista Clayton Sousa nasceu em Guarulhos-SP ,dia 15 de Julho de 1980. O interesse pela música começou muito cedo, desde a infância, quando ouvia música clássica e jazz na rádio, influenciado pela família musical que tem.Seu pai foi trompetista e tubista.Sua mãe cantava em corais e tocava saxofone. Mas foi em Brasília, aos 12 anos de idade que teve o contato com seu primeiro instrumento, uma clarineta, onde começou a estudar e tocar em bandas de música da igreja e escolas de música. Aos 15 anos, passou a tocar saxofone,presente que ganhara de seu avô. Aos 17 começou a ter reconhecimento e tocar com os melhores músico da capital federal, onde passou uma boa parte de sua vivência musical. Em meados de 2002, já em São Paulo capital, tocou com diversos grupos de diferentes formações, com as mais importantes big bands ,combos e artistas de renome internacionaL,Markú Ribas, Filó Machado,Claudya de oliveira Rallo,Sandra de Sá ,Jair Rodrigues,Fagner,IvanLins,João Bosco, Jaff Watts,Edsel Gomes entre outros.tendo a oportunidade de tocar nos Países da Europa, África, EUA e praticamente em toda á América latina. Atualmente,com seu primeiro projeto solo,”Wattz pra Rafa”com Djalma Lima Guitarra , Peter Nitshc Baixo e Bruno Tessele bateria.Neste disco apresenta músicas inéditas de sua autoria.

Baptiste Herbin
Baptiste Herbin

Palestra: Como estudar as harmonias e articulações

Herbin ressalta a importância de tocar sobre a harmonia e mostra como estudar os acordes, arpejos e escalas para que seu improviso seja coerente com a harmonia da música. Aborda também articulações diversas para o jazz, blues, choro entre outros estilos ensinando como praticá-las.

Nommé aux victoires du jazz en 2013 grâce à son premier disque « Brother Stoon », Baptiste Herbin a enregistré avec de grands musiciens : les disques de Keith Brown (Sweet and Lovely Space Time Records 2011) Aldo Romano (New Blood : the connection, Dreyfus 2012), Essiet Essiet et Jeff « Tain Watts » (Shona, Space Time 2014) le quatuor Callisto avec Jean-Charles Richard, Stéphane Guillaume et Vincent David (2015).
Il joue dans le monde entier (Thaïlande, Etats Unis, Italie, Madagascar, Angleterre, Allemagne, Belgique, Suisse…) et joue avec les plus grands musiciens : Glenn Ferris, Alain Jean-Marie, Ralph Bowen, Donald Brown, Kenny Garrett, Jean Toussaint, Mark Gross, Steve Wilson, James Carter, Gary Smulyan, Marcus Gilmore, Stéphane Belmondo, Archie Shepp, Jean-Michel Pilc, Darryl Hall, Franck Avitabile, Pierrick Pedron, Julien Lourau, Enrico Rava, Eric Legnini, Baptiste Trotignon, Billy Hart, Michael Cheret, Jerry Bergonzi, Stefano Di Battista… Il accompagne actuellement Charles Aznavour.
Originaire de Chartres, il apprend le saxophone avec Jean-Louis Mounier puis le jazz avec Julien Lourau et Jean-Jacques Rulhmann , puis Jean-Charles Richard. Issu du CNSM dans la classe de Jazz de Riccardo Del Fra, il rencontre André Ceccarelli en 2010 lors de sa résidence au Duc des Lombards qui l’emmène en studio pour enregistrer son premier album en quartet « Brother Stoon », avec Pierre de Bethmann, Sylvain Romano, ainsi que Jean Toussaint et Dimitri Dourantonis en invités. Il joue en première partie de Dionne Warwick à l’Olympia en novembre 2012 en duo avec Pierre de Bethmann pour présenter ce premier disque, qui rencontre un franc succès. Son deuxième disque en quintet, « Interférences » sort en 2015, avec Benjamin Henocq, Maxime Fougères, Sylvain Romano et Renaud Gensane.
Baptiste est aussi enseignant, et donne des master class dans le monde entier. Sa musique et son jeu sont inluencés par Charlie Parker, Cannonball Adderley, Ornette Coleman, Maceo Parker, John Coltrane, la musique malgache, mais aussi des compositeurs classiques comme Debussy, Ravel et Bach.

ACESSO

Use seu login e senha para acessar as palestras do SIMSAX 2015 OU SEU CONTEÚDO OURO